Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Me acidentei, e agora?

          O acidentado em serviço da BM tem direito ao custeio pelo Estado de suas despesas com saúde que se relacionem com as lesões sofridas naquele acidente ou doenças decorrentes dele.

          As principais despesas são: médicas (ressarcimento da diferença do IPERGS) , paramédicas, hospitalares, odontológicas, exames complementares, medicamentos e materiais, equipamentos, órteses, próteses de uso permanente, reabilitação (fisioterapia, fonoterapia, outras terapias) e serviços médicos não oferecidos pelo IPERGS.

          Sempre comunicar seu superior direto, para que seu OPM possa dar início abertura de PROA com as seguintes documentações:

- Requerimento Padrão (RPU) do servidor;

Cópia Integral do Processo de Reconhecimento de Acidente em Serviço;

- Cópia do DOE que publicou o Reconhecimento do Acidente;

- Termo de Ciência de Reconhecimento e Orientações assinado pelo Militar;

- Documentos Pessoais (RG, Carteira Funcional, Comprovante de Residência, Comprovante Bancário)

- Cópias autenticadas das Notas Fiscais e Recibos Originais (os quais deverão ficar arquivados no OPM de Origem do PROA);

- Cópias dos Receituários Médicos Originais (os quais deverão ficar arquivados no OPM de Origem do PROA).

Brigada Militar